O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

FOTO: Cantareira - Foz do Douro

Eu fui de Lisboa a Sintra
à casa da tia Jacinta
p'ra me fazer uns calçons
mas a pobre criatura
esqueceu-se da abertura
p'ra fazer as precisons
PÉZINHO DA VILA - AÇORES

20 Comments:

  • At 7:27 da tarde, Anonymous frei sulpício said…

    Caríssimo Confrade

    Aqui de homem para homem, deixe que lhe diga,o amigo vai a costureiras baratas e fica mal servido...
    Olhe, faça como eu, aqui na Ordem de S. Benedito, os Santos Irmãos incluindo eu só gastamos de Chez Dior, porque a Abadessa não permite maus hábitos nem lingerie de qualidade inferior.
    Vá por mim, Irmão, a estilistas de qualidade!

    Permita que o oscule fraternalmente, Irmão.

    (8-]=:::::----+

     
  • At 7:53 da tarde, Blogger MJ said…

    Meu doce Alquimista:

    Parabéns! Esta imsagem linda, com este excerto tão delicioso e tão apropriado, deixaram-me encantada :-)

    Tens talento, homem! Para além de outros "predicados", "atributos" e "acessórios"! :-))))

     
  • At 7:55 da tarde, Blogger MJ said…

    "imagem"... já se vê!

    Não tens balde do lixo aqui em casa?
    Queria apagar o comment e não o pude fazer :-(
    Não te quis sujar o chão com a papelada :-)

     
  • At 12:08 da manhã, Blogger Mais Vale Só Que Mal Acompanhado... said…

    Esta imagen faz-me lembrar um episodio do ALLO ALLO em que creio o René se encontrava com o Capitão Italiano num sítio semelhante...

    Destes "monumentos" infelizmente já vai havendo poucos em Portugal.
    Um património a recuperar!

    Quanto à canção é um "must" do nosso património cultural.

    Bom f-d-semana.

    Abraço amigo.

     
  • At 5:30 da tarde, Blogger alquimista said…

    Frei Sulpício:

    Acha que o soldo de um mísero evangelizador de crianças dá para se afivelar em casas que não sejam as de Chez Feirex, Outletex e afins? A nossa vida é um suplício...

    Um respeitoso ósculo para si também

     
  • At 5:33 da tarde, Blogger alquimista said…

    MJ:

    Ora bolas, João... Pensei que te estavas a referir à mensagem da imagem quando escreveste "imsagem" :) Paciência...
    Quanto aos "predicados" e "atributos", espero que, com a tua inspiração , nunca se tornem "acessórios".
    Eu sei que estavas à espera de uma piada brejeira :) Mas olha, ainda não foi desta... e além disso anda aqui um frade por perto :)

    Beijo inspirado

     
  • At 6:55 da tarde, Blogger alquimista said…

    MAIS VALE... :

    Estes e os quiosques !!!

    Um abraço e bfds

     
  • At 10:04 da tarde, Blogger MJ said…

    "Eu sei que estavas à espera de uma piada brejeira :)"

    Eu, doce Alqumista?! Uma rapariga tão pura, tão casta...

    As minhas palavras são sempre puras como um cristal... :-)) Olha para o meu perfil e diz-me se não estou com ar angelical? (com tantos poemas, já só falo e eccrevo com rimas!)


    Beijo doce

     
  • At 10:07 da tarde, Blogger MJ said…

    ESCREVO!!!

    Tu deixas-me neste estado! Troco letras, troco tudo :-))))

     
  • At 10:31 da tarde, Blogger alquimista said…

    Olá MJ:

    "Tu deixas-me neste estado..."

    Eu??? Um rapaz tão puro, tão casto??? :):):)

    Já agora, também escusavas de ter comido o "i" de "Alquimista". Ainda te vais entalar com a pinta... E olha que não precisavas, tu já tens muita :)

    Beijo sarapintado

     
  • At 10:46 da tarde, Blogger MJ said…

    Hahahahaha!!!!

    Tu és um must! :-)))

     
  • At 10:52 da tarde, Anonymous BEATA ASPÁSIA DO AÇOR said…

    BOAS NOUTES

    TENHO ANDADO ATAREFADA A PREGAR NOUTRAS FREGUZIAS...
    MAS NÃO QUERO DEIXAR DE DIZER QUE INTERPRETEI ESTA PEÇA PARADIGMÁTICA DA SOLMIZAÇÃO EM PORTUGAL, NO MEU 48º ANIVERSÁRIO... ESTÁ EM VHS, VENDO A 25EUROS O MINUTO E AINDA NEM TENHO A PLACA DE CAPTURA DE VIDEO A TRABALHAR...

    FICA A LETRA COMPLETA, QUE FAZ PARTE DOS MEUS POEMAS DE CABECEIRA...

    Pezinho da Vila

    Tradicional da ilha de São Miguel


    Refrão

    Ponha aqui o seu pezinho
    Devagar, devagarinho se vai à Ribeira Grande
    Eu tenho uma carta escrita
    Para ti cara bonita e não tenho por quem a mande


    I

    Eu nasci à Sexta Feira
    Com barbas e cabeleira
    Mais parecia um Anti-Cristo
    Que até o senhor padre cura
    Que é um homem de sabedura
    Nunca tal havera visto

    II

    Eu fui à beira da rocha
    De sapato, meia, galocha
    Ver se o mar estava manso
    Encontrei uma garoupa
    Toda embrulhada em roupa
    A dormir o seu descanso

    III

    Toda a moça que é bonita
    Se ela chora, se ela grita
    Nunca havera de nascer
    É como a maçã madura
    Da quinta do padre Cura
    Todos a querem comer

    IV

    Eu fui de Lisboa a Sintra
    A casa da Tia Jacinta
    Pra me fazer uns calçons
    Mas a pobre criatura
    Esqueceu-se da abertura
    Para as minhas precisons

    V

    Eu fui casar às Capelas
    Por ser fraco das canelas
    Com uma mulher sem nariz
    E essa gente das Fajãs
    Já me deu os parabans
    P´lo casamento que eu fiz

    VI

    Eu fui até Vila Franca
    Escanchado numa tranca
    À morte de uma galinha
    O que ela tinha no papo
    Sete cães e um macaco
    E um soldado da marinha


    VII

    Meu amô era americano
    Meu amô era americano
    Por cá ninguém o conhece
    Ele fala bem inglês
    Ele fala bem inglês
    Óraite, Camone, oh Yes!


    OH YEAAAAAAH... ALQMAN!!!

    ;))

     
  • At 10:53 da tarde, Blogger alquimista said…

    MJ:

    Quem me dera, must não sou...

     
  • At 11:00 da tarde, Blogger alquimista said…

    Olá Aspásia:

    Com que então atarefada a pregar noutras freguesias. Deve ter esses dedos numa lástima...
    E nós aqui a precisarmos de obras...

    Obrigado por ter deixado aqui o seu Pézinho, que, com certeza, tanta falta lhe irá fazer...

    Um beijo assim do pé p'ra mão

     
  • At 11:05 da tarde, Anonymous FREI SULPICIO said…

    ISTO É UM ANTRO DE PERDISSÃO!!!

    DISFARÇADOS DE CASTOS E PUROS, MAS CORRE-LHES NAS VEIAS O WHISKY DE BELZEBUTH!!!
    _____________________AQUI VENDE-SE INDULGENSSIAS.

    TOQUE O CINO E AGUARDE PELO IRMÃO PURTEIRO

    DEO GRATIAS

    (NÃO, NÃO É DOU GRATIS...)
    _____________________

     
  • At 11:11 da tarde, Blogger alquimista said…

    Aspásia:

    (...)

    Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
    E vós amais o que é fácil!
    Eu amo o Longe e a Miragem,
    Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

     
  • At 12:00 da manhã, Anonymous SOR ASPÁSIA DOS MIRANTES said…

    NÃO TÃO FÁCIL ASSIM !!!

    MAS CUIDADO IRMÃO! PODEIS, ENGANADO POR ALGUMA MIRAGEM, TROPEÇAR NO LONGE E CAIR NALGUM ABISMO... MAS CREDO, FICAREI ORANDO PARA QUE TAL NÃO SUCEDA!

    PROFETIZO UM BOM DOMINGO, PARA O QUAL DECERTO IREIS VESTIR O FATO DE TREINO DOMINGUEIRO...

    :-)

     
  • At 12:03 da manhã, Blogger alquimista said…

    Aspásia:

    NEIN.

    Domingo é o único dia em que não o visto...

     
  • At 12:19 da manhã, Anonymous PLUTÓNIA, DEUSA DOS ABISMOS said…

    ACH SO JA ICH VERSTEHE!!

    JÁ TINHA DEPREENDIDO ISSO... POIS SE PASSA A SEMANA EM EDUCAÇÃO FÍSICA DOS EFEBOS E NINFAS NO AREÓPAGO... O DOMINGO DECERTO O PASSA EM ALTAS ELUCUBRAÇÕES MENTAIS NO OLIMPO...

    8:>)

     
  • At 12:53 da manhã, Blogger alquimista said…

    Aspásia:

    Em elucubrações sim, no Olimpo é que não pois sou muito atreito a vertigens...

    E agora me vou deitar para amanhã melhor poder elucubrar...

     

Enviar um comentário

<< Home