O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

sábado, abril 28, 2007

Tira a máscara. Escreve
Com lágrimas teu rosto:
Descansa numa lágrima que desça
Contigo à Ilha, ao sol-posto,
E lentamente cresça
Como o avião no horizonte
Até chegar a mim, eu que lágrimas meço:
E a viseira da paz em ti desponte.
Faz-me isto, se o mereço!

Levanta devagar teu corpo leve e fino
Como o fio de som no pássaro calado:
Enquanto teço este hino
Fico mais descansado:
Porque eu sou o avião que zumbe e tu meu pólen,
Eu pássaro também que de ti, flor, revive:
Chora-me asa caída como folha no parque,
Asa de bimotor sem ti, que a jacto voamos.


VITORINO NEMÉSIO


POR MOTIVOS PESSOAIS IREI ESTAR AUSENTE ATÉ 3ª FEIRA
CONTO CONVOSCO PARA A SEMANA
UM BOM FIM DE SEMANA A TODOS

2 Comments:

  • At 10:18 da tarde, Blogger MJ said…

    Doce Alquimista :-)

    "POR MOTIVOS PESSOAIS IREI ESTAR AUSENTE ATÉ 3ª FEIRA"

    Ai! Ai! Não devias!! Isso faz-se? Abandona-se assim a freguesia? :-)))

    Goza muito! :-))) Beijo grande*

    (Lindo poema. Andas muito inspirado...hmmm... :-))Excelente escolha.)

     
  • At 11:24 da tarde, Anonymous CHER LOKA said…

    HMMMMMM....

    POEMAS MUUUUIIITOOO BEM ESCOLHIDOS...

    AUSENCIAS EM PARTE INCERTA...

    AQUI HÁ COISA...

    VOU FICAR DE OLHO... APESAR DE SECO...

    BEIJOS INCERTOS...

     

Enviar um comentário

<< Home