O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

domingo, fevereiro 04, 2007

Foz do Douro

Borges conta, em algum sítio de que não me lembro, a história de um homem desenhando, ao longo de toda a vida, um mapa, e descobrindo, antes de morrer, que o paciente papel que enchera de províncias, de reinos, de montanhas, de rios, de céus, traçava afinal a labiríntica imagem do seu próprio rosto.

3 Comments:

  • At 5:21 da tarde, Blogger MJ said…

    Boa tarde, doce Alquimista:-)

    Espero que os esboços que vou traçando, ao longo da vida, revelem, no final, um rosto que me encha de orgulho :-)

    Beijo esboçado :-)

     
  • At 5:49 da tarde, Blogger alquimista said…

    Olá MJ:

    Claro que sim.

    E as nossas rugas são isso mesmo. Histórias De vidas. (Esta parte soou-me bem) :) :)

    Um beijo devido

     
  • At 7:28 da tarde, Anonymous ARRUMA DORA said…

    POIS... MAS ÉU CÁ POR MIM ESPERO FAZER UNS LIFTINGS DE VEZ EM QUANDO...
    CONHECIA UMA VERSÃO PARECIDA MAS EM VEZ DE UM ROSTO ERA UM CÉREBRO...
    ANDOU A APANHAR MARESIA NA FOZ? OLHE EU FOI NA MARINA DA EXPO... SOU ARRUMADORA LÁ AO FIM DE SEMANA...
    AINDA ORIENTEI UNS TROCADOS VÁ LÁ...
    :)

     

Enviar um comentário

<< Home