O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

quinta-feira, março 15, 2007

Mulher de Monsanto


Rugas de chorar

Rugas de sorrir

Rugas de cantar

Rugas de chorar

Rugas de sorrir

Rugas de cantar

Rugas de sentir

Rugas...

ANTÓNIO VARIAÇÕES

8 Comments:

  • At 7:28 da tarde, Blogger Aspásia said…

    CARO ALQUI

    RESUMINDO:

    RUGAS DE VIVER!

    VIVAM AS RUGAS!

    BEIJINHOS ENRUGADOS (BEM... ATÉ CERTO PONTO...;)

     
  • At 9:13 da tarde, Blogger Maria Velho said…

    BOa noite Lindo Alqui

    Não há nada de mais belo que o rosto feliz de uma simples mulher do campo, vida dura, sorrindo e franzindo as suas inúmeras rugas...
    Os cirurgiões plástico/cosméticos deviam ser exterminados....

     
  • At 12:42 da manhã, Blogger Migmaia said…

    O meu Filho mais novo cantava a música de um spot, que penso ser interpretado pela Alexandra Lencastre, cuja letra era precisamente sobre as rugas.
    A propósito, são as duas Lindas!

     
  • At 5:26 da tarde, Blogger MJ said…

    Boa tarde, doce Alquimista:

    Quanto às rugas, partilho a opinião de Alberto Caeiro:

    QUEM ME DERA

    Quem me dera que a minha vida fosse um carro de bois
    Que vem a chiar, manhãzinha cedo, pela estrada,
    E que para de onde veio volta depois
    Quase à noitinha pela mesma estrada.

    Eu não tinha que ter esperanças — tinha só que ter rodas ...
    A minha velhice não tinha rugas nem cabelo branco...
    Quando eu já não servia, tiravam-me as rodas
    E eu ficava virado e partido no fundo de um barranco.

    Alberto Caeiro

    Beijo desenrugado*

     
  • At 6:34 da tarde, Blogger alquimista said…

    Aspásia:

    Vivam as rugas e as rusgas :)

     
  • At 6:36 da tarde, Blogger alquimista said…

    Maria Velho:

    Também acho. Mas não todos.....

     
  • At 6:37 da tarde, Blogger alquimista said…

    Migaia:

    Exactamente. O aproveitamento pela publicidade de uma óptima canção.

     
  • At 6:38 da tarde, Blogger alquimista said…

    João:

    As rugas são as ruas da nossa passagem.

    Quantas mais tivermos, mais andamos......

     

Enviar um comentário

<< Home