O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

terça-feira, maio 08, 2007

DIZ QUE É UMA ESPÉCIE DE PROVINCIANISMO
Pela segunda vez na segunda vaga deste blog vou falar de futebol, o que, para quem faz do Desporto profissão, convenhamos que não é nenhum exagero. A primeira, se bem se recordam, foi quando critiquei severamente a atitude animalesca da claque do FCPorto durante o minuto de silêncio em memória de Manuel Bento, guarda-redes do Benfica.

Tal como nessa altura, volto a reiterar a minha filiação clubística nortenha sem qualquer complexo e desde já disposto a chutar para canto qualquer dourada suspeição sobre a influência, mesmo que subliminar, que ela possa ter sobre a objectividade e isenção a que me propus ao escrever estas linhas.

Os sketches dos Gato Fedorento fazem lembrar os primeiros tempos de Herman José. Tal como nessa época, anos oitenta, apenas um número muito limitado de espectadores começou por entender e apreciar um tipo de humor que quebrava com as regras do sorriso fácil e da gargalhada garantida. Começava a surgir aquilo que na gíria se começou por apelidar de humor inteligente.

Pois bem. Parece que os Gato, a exemplo do que aconteceu com Herman (embora este só o tenha feito alguns bons anos depois), começam também eles a abandonar os tortuosos mas gratificantes caminhos das circunvoluções cerebrais para percorrerem as rectilíneas e vazias avenidas novas das elites bem falantes da capital, imitando-lhes os tiques e os toques.

Vem isto a propósito do último programa do grupo em que pela enésima vez se fez a apologia do SLBenfica e a chicana do FCPorto. Todos sabemos que é de bom tom, em especial em determinada comunicação social, ter este tipo de atitude. Atrai audiências, confere promoções e até dá votos em eleições.

O que não seria de esperar é que este grupo de talentosos rapazes (ou melhor, de um talentoso mais três) mergulhasse nesta onda e a cavalgasse da forma despudorada como o faz. Eu sei que políticos de nomeada como Manuel Alegre, Medeiros Ferreira ou Bagão Félix por mais de uma vez vieram dizer que a única coisa a que não conseguem resistir é à paixão e à irracionalidade do futebol. Mas que diabo, são políticos …

Costuma dizer-se que a carne é fraca e a tentação é forte. Não sei, nem estou interessado em saber se resistem à primeira. À segunda, seguramente que não. E mais não digo que o assunto já começa a feder.

2 Comments:

  • At 2:08 da tarde, Anonymous Sportinguista Ferrenha said…

    ui...que "bidrinho de cheiro"!!

     
  • At 7:41 da tarde, Anonymous ASPÁSIA said…

    OLA ALQUI

    SOBRE O ASSUNTO DO FUTEBOL, NAO ME POSSO PRONUNCIAR, QTO AOS GATO E O ALARIDO Q POR AI DESPERTAM, NAO VEJO Q SEJAM NADA POR AI ALEM. VEJO-OS MTO POUCO E DO QUE VI ALGO ACHEI GRAÇA, MAS GRANDE PARTE ACHEI PIADAS ATE DE MAU GOSTO AS VERZES GOZANDO COM COISAS TRISTES COMO DOENÇAS OU CRIMES... PODE SER Q EU TENHA APANHADO SO PARTES MÁS...
    TB ACHO QUE AS VEZES NAO SABEM O QUE HAO DE DIZER...

    OLHE PARA MIM O PORTUGALEX DA ANTENA 1 -RADIO- É MELHOR!

    BEIJO PERFUMADO*

     

Enviar um comentário

<< Home