O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

domingo, setembro 02, 2007

A PRAGA DOS CROMOS

FOTO : KARLUV MOST

Na infância, todos nós, na impossibilidade de contactar de perto com os nossos ídolos, fossem eles do desporto, da música ou do cinema, comprávamos aquelas carteirinhas de papel ou os rebuçados Vitória que, depois de abertas (aquelas) ou desembrulhados (estes) nos ofereciam as fotos desses mesmos ídolos. Andávamos com os repetidos no bolso para a troca ou para com eles jogar no recreio da escola ao “viradinho”. Eram os “cromos”.

Com o passar dos tempos, essas figurinhas libertaram-se da asfixia das saquetas de papel ou do doce aconchego dos rebuçados e são agora figurões fazendo tristes figuras nos mais diversos locais, em especial na BLOGOSFERA.

Travestidos de profetas do destino, de tabeliães do reino ou de místicos de pacotilha, investem sobre princesas indefesas bramindo a pena da foleirice literária, perante os quais, qualquer Margarida Rebelo Pinto passaria sem esforço por Agustina ou por Sophia.

E assim vão também eles fazendo as suas colecções que, quais troféus de caça, penduram pelas paredes da casa fazendo companhia a dálmatas de porcelana sentados em alcatifas de pelo, a cabeças de veado encimando a lareira ou a espanta-espíritos pendurados atrás das portas. Para além dos cromados no automóvel, como convém a um cromo que se preze…

Como autênticas pragas que são sugiro-lhes uma visita à KARLUV MOST, ou seja, a PONTE CARLOS, onde o vicário Nepomuceno foi deitado ao Rio Vlatava por não ter revelado ao Rei Venceslau IV o conteúdo das confissões da Rainha Sofia, sua esposa…

A água lava, purifica e apazigua os corpos e as almas…

2 Comments:

  • At 7:56 da manhã, Blogger MJ said…

    Doce Alquimista :-)

    Os cromos de papel ou de outro material mais sofisticado continuam a existir. Basta que te informes junto dos incondicionais fãs de Floribela ou de Morangos com Açúcar que logo te elucidarão sobre a parafernália de "bonecada" que por aí pulula, fazendo a delícia e esvaziando os bolsos dos mais incautos espectadores. :-)

    Quanto aos outros cromos... bem... esses existem também por todo o lado... :-)

    "investem sobre princesas indefesas..."

    Não me parece que ainda existam princesas indefesas :-(
    De qualquer modo, o seu "palavreado" poderá "convencer" alguém numa 1ª vez mas, quando se repete "ipsis verbis", dirigido a todas as "princesas" encontradas pelo caminho, despe-se de sentido e torna-se tão ridículo que só cego não vê.

    Beijo madrugador*

     
  • At 1:05 da manhã, Anonymous ANTIGA CROMISTA-MOR DO REINO said…

    AINDA TENHO MEUS ALBUNS DE CROMOS RELIGIOSAMENTE GUARDADOS! - A BELA ADORMECIDA, O BAMBI, O MUNDO ANIMAL E MAIS 2 OU 3....
    AQUILO ERA UMA FESTA QDO SE CHEGAVA A FALTAREM MENOS DE 30 E SE PODIA PEDI-LOS ENVIANDO UMA FOLLHINHA Q VINHA NO FIM DOS ÁLBUNS...

    AGORA ESTA PONTE NÃO PERCEBO PQ SE CHAMA CARLOS, SE O VIGÁRIO ERA NEPOMUCENO, O REI, VENCESLAU, E A RAINHA, SOFIA E O RIO, VLATAVA... SERÁ ALGUM CONTO DO VIGÁRIO, ESSE?

    BEIJO CROMADO...

     

Enviar um comentário

<< Home