O alquimista

NEM TRANSMUTAÇÃO DE METAIS NEM ELIXIR DA LONGA VIDA - A PEDRA FILOSOFAL AO PODER

domingo, março 18, 2007

MEMÓRIAS DE CROCODILO


CAPÍTULO 2 :


As primeiras memórias de alguém fora da família vão para duas raparigas das quais já não sei o nome mas que suponho eram irmãs. Viviam na casa ao lado e tratavam-me como um brinquedo embora não me recorde se alguma vez me quiseram ver por dentro. Uma outra, a Alicinha, foi promovida por ambas as famílias a minha primeira namorada, que, como é usual nestas circunstâncias em que os pais tomam para si as responsabilidades que aos seus rebentos dizem respeito, nunca o viria a ser.


AS PRIMEIRAS AMIGAS

Mas como é facilmente imaginável, as minhas preocupações, se é que já as havia nesse tempo e, menos provável ainda na cabeça de uma criança de três ou quatro anos, limitavam-se, no que à satisfação dos prazeres dizia respeito a coisas tão simples e frugais como o saborear de um gelado.

RUA DA ALEGRIA (1954)

O homem dos gelados subia a rua com o seu carrinho de mão pintado de branco tendo em cima duas tampas cónicas de um prateado reluzente que o bater do sol não permitia disfarçar. Lembro-me que no verão passava as tardes à janela de garganta seca e olhos vidrados, aguardando a chegada deste homem também ele vestido de branco. Mal o via ao longe, corria a chamar a minha mãe e, se fosse dia de sorte, descia as escadas a correr, ainda hoje penso se não seria mais rápido pela cesta, com os quatro tostões numa mão e o corrimão na outra só parando junto do carrinho que entretanto já havia estacionado à porta do cliente habitual.

RUA DA ALEGRIA (no mesmo local 2007)

Foram assim semanas, meses, alguns anos, até que um dia fez-se noite e um homem dos gelados não passou. E outro, e mais outro ainda. Arrefeceu-me a espera. Terá mudado de vida, pensei, se é que já pensava na altura, ou ter-se-à mudado desta vida, pensei mais tarde?

RUA DA ALEGRIA (2007)

(continua)

RESPOSTA 1 : c) 3,800kG

PERGUNTA 2: Qual das 3 amigas da primeira foto é a Alicinha?

7 Comments:

  • At 1:37 da manhã, Anonymous ASPEUROPA said…

    BOA NOITE

    QUE SAUDADES TB. DAS MIMHA SBRINCADEIRAS COM AS MINHA SVIZINHAS DO LADO!!! NO MEU CASO ERAM A LETINHA (CELESTE COMO A TUA MÃE), A BELINHA, IRMÃ DA ANTERIOR E A ANABELA, VIZINHA DE CIMA...

    TB EU ADORAVA O CARRINHO DE GELADOS PARADO à PORTA DA ESCOLA PRIMÃRIA... UM CONEZINHO CUSRTAVA 5 TOSTÕES!!! MAS JA COMEÇAVAM OS OLÁS... E AS COLECÇÕES DE BONEQUINHOS... AINDA AS TENHO AT´+E À SEXTA COLECÇAÕ - O CARROCEL MAGICO PARECE..

    QTO A NAMORADA ALICINHA... NATURALMENTE SERÁ A PRÉ-MAMÃ DA BONECA NOS BRAÇOS, QUE SE VÊ MESMO QUE JÁ TE QUERIA PARA PAI ADOPTIVO DA MESMA...

    BEIJINHOS PRIMO-INFANTIS..

    PS- EU NASCI MO MESMO ANO DA RTP... MAS EM MINHA CASA SÓ HOUVE TV QD EU JÁ TINHA 13 ANOS...PARA ME AGARRAR AOS LIVROS EM VEZ DA DITA... E PARECE Q DEU ALGUM RESULTADO...

     
  • At 12:13 da tarde, Blogger MJ said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 12:14 da tarde, Blogger MJ said…

    Doce Alquimista :-)

    Estou a adorar ler estas tuas memórias. Como dizia, um dia destes, num comment no blog da Teresa David, é impossível não revivermos também as nossas memórias quando somos confrontados com vivências semelhantes. :-)

    Três amigas?? Ganda maluco!!

    Gelados?? Ganda guloso!!

    E vamos lá ver que mais "pecados" trarão os próximos capítulos!

    Já nem arrisco participar no desafio. Como diz o outro... cada cavadela, cada minhoca! :-)

    Beijo memorável*

     
  • At 1:08 da tarde, Anonymous ASPÁSIA said…

    MJ

    ISTO DE FACTO NESTA RUA DEVIA SER MESMO UMA ALEGRIA!!!

    PELA AMOSTRA... DE PEQUENINO É QUE SE TORCE O MENINO... COMO DIZIA O OUTRO...

    BOM DIA DO PAI, SEU ALQUI!!
    (DE SI PRÓPRIO, POIS SEU PAI NÃO SEI SE É VIVO... ESPERO SINCERAMENTE Q SIM.)

    BEIJINHOS.

     
  • At 8:51 da tarde, Blogger MJ said…

    Boa noite, doce :-)

    Vim reler estas tuas memórias...
    Uma delícia, sem dúvida!

    Afinal sempre vou entrar no desafio :-)

    Ora bem... se tinham promovido a Alicinha a tua namorada, deveria ter, sensivelmente a tua idade, certo?

    Logo... só poderá ser a que está sentada ao teu lado. Bem gira, por sinal! Cara de boneca e penteado à Beatriz Costa. :-)

    Tu é que estavas com cara de poucos amigos... e com muita razão!

    Mas o que é isso de se impingir a namorada a um menininho tão pequenino? :-)

    E por curiosidade... O que foi feito da Alicinha?

    Beijo curioso*

     
  • At 10:34 da tarde, Blogger alquimista said…

    Aspásia:

    Obrigado pelos desejos de bom dia do Pai, que retribuo, embora já um pouco fora de horas...

    Quanto aos meus, felizmente que ainda cá estão, nos oitentas.

    Quanto à resposta à pergunta, conforme regulamento afixado à entrada, só será revelada com a publicação do capítulo seguinte.

     
  • At 10:45 da tarde, Blogger alquimista said…

    Olá João:

    As memórias dos outros têm essa "particularidade", avivar igualmente as nossas.

    E sendo certo que não há duas memórias iguais, uma vida sem memória não tem história...

    Quanto à Alicinha, deixei de a ve por volta dos dez anos até hoje.

    O ano passado vi, por acaso, os pais, que eram amigos dos meus tendo passado algumas férias juntos,que reconheci de imediato embora eles só me reconhecessem quando me identifiquei. Foi pretexto para uns bons quinze minutos de conversa. A Alicinha seguiu o seu trajecto normal e parece que está bem.

    Tal como eu estou bem ao partilhar convosco estas pequenas histórias.

    Então se soubesse escrever como tu, daria um best-seller...

     

Enviar um comentário

<< Home